Queimando com os loucos, perdidos e iluminados

Jack-Kerouac-Making-a--Fa-007

(Trago nessa postagem o texto de introdução de Sê um viajante numa noite de inverno, não utilizado no roteiro de aplicação do larp.)

Sê um viajante numa noite de inverno é uma provocação sutil, uma coceira que começa leve e termina arrancando pedaços de carne e deixando as unhas mergulhadas em sangue: o que faria você largar tudo e se perder na estrada?

Dessa pergunta, personagens que fingimos não ser nós mesmos jorram angústias, frustrações e desejos uns para os outros. Qual é o apodrecido, o inútil e o vazio da sua vida? Qual é o ansiado que ainda não veio? Qual é sua culpa por ser apenas uma brincadeira inofensiva de representação?

Um voyeurismo coletivo agarrado em máscaras frágeis, que revelam com irônica elegância burguesa o julgamento de si próprio. A ficção permissiva, distribuindo liberdade de exposição. A ficção com presas, dilacerando e expondo a cada fala.

Sê um viajante numa noite de inverno joga a estrada enquanto personagem, metáfora, perdição, fuga e libertação. Desafia espiar as próprias entranhas em busca do ponto de inflexão que nos destruiria ou salvaria. É um convite gentil que se transfigura em agressão: findada a chama da vela, você suportará continuar no mesmo lugar?

(Faça o download gratuito do larp aqui.)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s