Larp não é rpg

 

O Jogo do Bicho. Boi Voador, Belo Horizonte, 2014. Foto por Luiz Lurugon.

O Jogo do Bicho. Boi Voador, Belo Horizonte, 2014. Foto por Luiz Lurugon.

 

O larp é uma linguagem autônoma, com características próprias que proporcionam experiências específicas. Apesar de posssuir similaridades com o rpg e de ter sido apresentado a muita gente a partir dele, os dois não são a mesma coisa e, tampouco, o larp é uma modalidade ou gênero do primeiro.

Larp e rpg são mídias colaborativas, nas quais a separação entre autor e público é abandonada e os próprios participantes se tornam criadores da narrativa ou obra artísticas. Um larp ou um rpg não são produtos ou vivências prontas, entregues para que o público se relacione de maneira unidirecional com eles. Precisam ser criados pelos participantes durante a própria experiência.

Você pode, claro, assistir a um larp ou a uma partida de rpg, ou mesmo ler um manual de regras sobre qualquer jogo. Contudo, isso não é participar de um larp ou jogar rpg. Essas experiências podem ser intelectualmente ou emocionalmente interessantes, mas não se relacionam com a essência das duas linguagens. É como ler o roteiro de um filme: pode ser instigante e prender sua atenção, mas você não está vivendo a experiência específica que o cinema proporciona.

Apesar dessa característica em comum – ambas serem linguagens colaborativas – existe uma diferença fundamental entre larp e rpg, que determina o tipo de experiência específica de cada mídia. De acordo com Luiz Falcão, companheiro de Boi Voador e de NpLarp, essa diferença fica clara se observarmos as duas linguagens à luz da teoria dos gêneros poéticos.

Em primeiro lugar, o rpg opera na chave da narrativa, do contar o que foi feito ou se está fazendo. Nesse sentido, aproxima-se do gênero épico, da Ilíada, da Odisseia, dos Lusíadas (e também de formatos modernos de literatura, como o romance e o conto). Durante uma sessão de rpg, os participantes narram uns para os outros o que seus personagens fazem, dizem, pensam e sentem. Em jogos com a figura do narrador ou mestre, este descreve os cenários, as ações dos demais personagens e as reações e consequências das intervenções feitas pelos outros na mesa. Em resumo, durante uma sessão de rpg existe uma narrativa sendo contada coletivamente pelo grupo.

Já o larp acontece de outra forma. Aqui, as ações não são descritas, mas dramatizadas. A aproximação não é com o épico, mas com o gênero dramático, com o teatro. Dentro da linguagem do larp, você não narra para os demais participantes que seu personagem está atravessando a sala e abrindo a porta; você, de fato, caminha pelo espaço e gira a maçaneta. O elemento central da mídia é a dramatização de histórias e experiências.

Essa distinção entre larp e rpg deve ser entendida não como um abismo que isola uma linguagem da outra, mas sim como uma ponte. O larp está de um lado e o rpg do outro, com todo um caminho de aproximações entre eles.

Durante uma sessão de rpg podem surgir diversos momentos dramáticos. Quando você estende a mão para cumprimentar outro jogador ou fala com uma voz empostada, representando as ações que seu personagem desempenha no mundo do jogo, está entrando na esfera do drama.

Da mesma forma, várias experiências em larp trabalham com descrições de ambientes, ações, pensamentos ou sensações, aproximando-se da épica. Quando um organizador ou participante descreve um ambiente ficcional, que não existe no mundo material (seja por impossibilidade técnica ou por escolha artística da organização), está dando passos em direção ao rpg.

É comum e saudável esse intercâmbio entre as duas linguagens e a intenção deste artigo não é favorecer uma em detrimento da outra. O ponto aqui é termos clareza das especificidades de cada uma, para não cairmos num discurso que, esse sim, diminua o larp ou o rpg, tratando-os como sub-gênero ou ancestral um do outro.

Com essa clareza – de que se tratam de duas linguagens distintas – é possível aproveitarmos melhor o potencial de cada uma, realizando experimentos e aproximações muito mais inovadores e instigantes.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s